navegar pelo menu
19.10.18

Princesa de Papel - Erin Watt #01 | RESENHA

Foto: Leitora Cretina

Olá, leitores! Tudo bem?

A resenha de hoje é do primeiro volume da série The Royals, "Princesa de Papel", escrito por Erin Watt. Erin Watt é um pseudônimo para Elle Kennedy (autora de Amores Improváveis) e Jen Frederick (autora de Woodlands).

image
Resultado de imagem para princesa de papelTítulo: Princesa de Papel
Título Original: Paper Princess
Série: The Royals
Volume: 01
Autor (a): Erin Watt
Editora: Essência
Número de Páginas: 368
Ano: 2017
Gênero: Jovem adulto / New Adult / Romance
Nota:   
SINOPSE: O primeiro livro da série The Royals, a nova sensação new adult dos EUA. Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha. É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo.
image

ENREDO:

Ella Harper já sofreu muito em sua vida com tão pouca idade. Assumindo a identidade da já falecida mãe, com um pai que ela nunca conheceu e que também já faleceu, ela tenta ganhar o próprio dinheiro e foge para que não seja colocada em um orfanato. Em meio a tudo isso, Callum Royal surge em sua vida com uma bomba: ele é seu tutor.

Ella então, mesmo relutante, deixa a sua vida para trás e se muda para a mansão dos Royals. Callum é pai de 5 meninos que estão dispostos a tornar a vida dela ainda mais complicada.

" [...] Às vezes, acho que sou jovem demais para ter vivido a vida que eu tive."

MINHA OPINIÃO:

Ella Harper me encantou nas primeiras páginas do livro. Ela é decidida, sabe o que quer e está disposta a fazer o impossível para isso. Depois que sua mãe faleceu ela só quer uma coisa: se formar e ir para a faculdade. A vida dela no início é bem complicada, ela tenta ganhar o próprio dinheiro com alguns empregos, incluindo striptease. Infelizmente, a minha opinião sobre ela foi mudando no decorrer da história. Assim que um dos Royals entra em ação (mais especificamente Reed Royal) a garota muda completamente, vive em torno do rapaz e faz só o que ele lhe pede.

No começo eu estava curtindo muito a história, o desenvolvimento, mas gente, acontecem algumas coisas tão tristes e absurdas nesse livro que eu fiquei inquieta durante a leitura. O livro tem uma mudança tão brusca e nada sutil na história, que me deixou desapontada.

" - [...] Você pode ter perdido sua família, mas não está mais sozinha, Ella.Você é uma Royal agora."
Foto: Leitora Cretina


Outro ponto que me desapontou foi o nosso bad boy principal: Reed. Eu adoro um bad boy, mas o cara é muito mal, não deu para me envolver com ele não. Na minha opinião, tem certas situações chocantes sendo romantizadas. Nem parece com os protagonistas que Elle Kennedy criou (talvez esse fosse o intuito de criar o pseudônimo - fazer diferente - mas não rolou). 

O livro é todo narrado pela Ella. Achei que Erin Watt poderia ter explorado mais o passado da nossa protagonista, já que isso move muito o enredo e me pareceu interessante.

Sobre a escrita de Erin Watt, ela é bem descritiva nos pensamentos da Ella, conta tudo o que ela sente, seus medos, suas vontades, etc, o leitor se envolve por isso.

Não sei se vou dar continuidade na série, porque apesar dos pesares, o final é bem "meu Deus, o que tá acontecendo aqui?".

" [...] Reed Royal é um vilão disfarçado de príncipe"

SOBRE A EDIÇÃO:

Li o livro em e-book, então não posso falar sobre a edição por dentro, mas eu adorei essa capa! É um livro que eu adoraria ter na estante para ficar admirando.
Resultado de imagem para princesa de papel

Alguém aí já leu esse e os demais livros da série?
Beijão!

4 comentários:

  1. Olá, Mô!

    Ah! É horrível quando um personagem nos desaponta, ainda mais quando ficamos muito empolgados com ele, odeio quando isso acontece. Não sou de ler livros deste gênero, cê sabe, então não posso opinar quanto ao bad boy, mas cenas pesadas, chocantes é realmente difícil de engolir. A capa é realmente bonita, uma pena a história não ter sido tão boa, né?!

    Beijão <3
    Cantinho da Escrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lí!
      Simmm, criei muita expectativa em cima desse livro, fiquei desapontada :(.
      Demais! E eu achei bem chocante o que vi nesse livro, não é tão legal não.

      Beijão

      Excluir
  2. Eu já li todos gostei bastante
    Mas acho que Ella no primeiro livro fica meio perdida querendo se encaixar.....pra não estar mas sozinha
    Mas uma coisa que realmente me incomoda e é em todos os livros são fatos que acontecem ..... e eles só tem 17 e 18 anos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana Paula!
      Exatamente! A personagem quer muito se encaixar na sua nova vida, e acaba perdendo um pouco da essência.
      Simmm! Também achei bem incômodo, principalmente por conta da idade.

      Beijão

      Excluir

Olá! Deixe seu comentário. Eu vou adorar ler e respondê-lo. <3

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial