Minha Vida (Não Tão) Perfeita - Sophie Kinsella | RESENHA

16.10.17
Foto: Leitora Cretina
Olá, leitores! Tudo bem?

Mais uma resenha para vocês, e dessa vez é do livro "Minha Vida Não Tão Perfeita", escrito pela Sophie Kinsella, mesma autora dos livros da série Becky Bloom (resenha de "Os Delírios de Consumo de Becky Bloom"). Recebi o livro em parceria com o Grupo Editorial Record!



Resultado de imagem para minha vida não tão perfeita sophie kinsella
Minha vida (não tão) perfeiTA
Sophie Kinsella
My Not So Perfect Life
Volume Único
Editora: Record
Ano: 2017
Páginas: 406
      | ADICIONE NO SKOOB
SINOPSE: Dramas, confusões e uma boa dose de amor são os ingredientes do novo romance de Sophie Kinsella. Uma divertida crítica aos julgamentos errados que uma boa foto no Instagram pode gerar. Cat Brenner tem uma vida perfeita mora num flat em Londres, tem um emprego glamoroso e um perfil supercool no Instagram. Ah, ok... Não é bem assim... Seu flat tem um quarto minúsculo sem espaço nem para guarda-roupa , seu trabalho numa agência de publicidade é burocrático e chato, e a vida que compartilha no Instagram não reflete exatamente a realidade. E seu nome verdadeiro nem é Cat, é Katie. Mas um dia seus sonhos se tornarão realidade. Bom, é nisso que ela acredita até que, de repente, sua vida não tão perfeita desmorona. Demeter, sua chefe bem-sucedida, a demite. Tudo o que Katie sempre sonhou vai por água abaixo, e ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset. Em sua cidadezinha natal, ela decide ajudar o pai e a madrasta com a nova empreitada do casal: os dois planejam transformar a fazenda da família em um glamping, uma espécie de camping de luxo e estão muito empolgados com o novo negócio, mas não sabem muito bem por onde começar. E não é justamente lá que o destino coloca Katie e sua ex-chefe cara a cara de novo? Demeter e a família vão passar as férias no glamping, e Katie tem a chance de, enfim, colocar aquela megera no seu devido lugar. Mas será que ela deve mesmo se vingar da pessoa que arruinou sua vida? Ou apenas tentar recuperar seu emprego? Demeter - a executiva que tem tudo a seus pés - possui mesmo uma vida tão perfeita, ou quem sabe, as duas têm mais em comum do que imaginam? Por que, pensando bem, o que há de errado em não ter uma vida (não tão) perfeita assim?
Foto: Leitora Cretina
ENREDO:
Katie trabalha como assistente de pesquisa em uma empresa de marketing, na cidade que sempre quis (Londres)... mas sua vida está bem longe de ser um conto de fadas. Ela precisa enfrentar metrôs lotados, caminhadas longas para chegar ao trabalho, sua casa é apertada e ela divide com pessoas não tão fáceis de conviver, porém, em sua conta do Instagram, para seu pai e para sua velha amiga, ela faz parecer que sua vida está mil maravilhas. Vendo a vida profissional e pessoal maravilhosa da sua chefe Demeter, Katie se inspira, entretanto, a mulher é uma megera e todos os empregados a detestam. 

Infelizmente, quando Katie perde o emprego, se vê obrigada a voltar para a sua antiga cidade, na fazenda, entretanto, ela decide manter a demissão em segredo. Lá, seu pai e sua madrasta têm a ideia de abrir um camping de luxo e ela precisará ajudá-los, mas o que ela não esperava era que sua ex-chefe aparecesse por lá.


❝E a verdade é que isso é tudo o que sonho conquistar na vida. Um dia a minha vida vai ser tudo aquilo que posto no Instagram. Um dia ela vai ser!❞
Foto: Leitora Cretina
MINHA OPINIÃO:
No começo, vemos Katie mostrando ao leitor como ela leva sua vida em Londres, conta o quanto ela sempre quis morar ali, ter aquele emprego, etc, e esse começo me lembrou muito a narrativa do livro "Os Delírios de Consumo de Becky Bloom". Apesar de serem personagens diferentes, ainda assim é a mesma autora e o mesmo gênero (chick-lit), então eu senti muita semelhança na forma das duas personagens descreverem suas vidas e seus problemas... o jeito divertido de tentar contornar as dificuldades é a principal característica que liga as duas protagonistas. Entretanto, confesso que me apeguei bem mais a Katie do que a Becky. A Katie é alguém que poderíamos encontrar por aí, com uma história até bem semelhante a dela, porque todo mundo tem problemas! 

Confesso que no início eu estava com dificuldade para engatar a leitura simplesmente porque era uma parte introdutória (e necessária para o desenrolar da história que passa a ficar melhor quando Katie é demitida). As cenas dela com a família, dela fazendo descobertas sobre a sua "vida perfeita", reencontrando alguns inimigos e lidando com eles, são as melhores! É aí que eu comecei a me divertir com o livro, de rir das falas e das inúmeras situações que Katie proporcionou.
Foto: Leitora Cretina
É claro que um romance não poderia ficar de fora, né? Mas eu senti que ele não é o grande foco do livro. É um romance bacana, só que, por não ser o cerne, ele não recebe um desenrolar de forma profunda.

❝Ficamos em silêncio por um tempinho desconfortável, e eu me pergunto como vou conseguir ser natural daqui em diante. Não sei bem se é o jeito como ele olha para mim ou a forma como ele disse "emoção" — mas, sela lá qual for o motivo, estou sentindo meu coração meio acelerado agora.❞

Os personagens secundários conquistam muito, até aqueles que você deveria odiar. Gostei muito que a autora conseguiu manter a personalidade deles e como a escolha dessas personalidades caíram tão bem para o andamento da história.

Eu adoro a escrita da Sophie Kinsella porque ela faz um livro de 400 páginas parecer que tem 200! Tudo ficou muito bem articulado, sem ficar repetitivo, cansativo ou denso. Quando vai chegando no final do livro, muitas descobertas são feitas e o leitor percebe que tudo o que a autora colocou no livro foi importante.
Foto: Leitora Cretina
Também temos um leve plot twist, que apesar de ser bem clichê, faz o leitor torcer para que as coisas tomem um determinado caminho.

O livro tem umas boas lições sobre a vida e como a gente lida com os nossos problemas. Não é porque aquele famoso tem muito dinheiro que a vida dele é perfeita, não é porque sua vizinha tem um emprego incrível que a vida dela também é perfeita. Todos temos problemas, e temos que enfrentá-los! Entretanto, apesar das ótimas lições, é claro que o livro algumas vezes acaba trazendo certas ações dos personagens um pouco fora da realidade, talvez na intenção de divertir o leitor com essa fuga.

❝Acho que finalmente descobri como me sentir bem em relação à vida. Sempre que vir alguém muito feliz, lembre-se: essa pessoa também tem seus momentos não tão perfeitos. Claro que tem. E sempre que você vir sua própria situação não tão perfeita, se sentir desesperado e pensar ‘minha vida é isso?’, lembre-se: não é. Todo mundo tem um lado brilhante, ainda que seja difícil de encontrar, às vezes.❞
Foto: Leitora Cretina // Sem edição
SOBRE A EDIÇÃO:
A capa nacional é bem simples, mas ainda assim bonita e fofa em tons pastéis e clarinhos. Por dentro, as páginas são amareladas e com uma fonte bem confortável para passar horas lendo (que foi o que eu fiz, hahha).
30821598Resultado de imagem para minha vida não tão perfeita sophie kinsella

Outra coisa muito legal é que a editora Record criou um Instagram @minhavidanaotaoperfeita para os seguidores enviarem fotos de momentos não tão perfeitos assim! Vejam algumas fotos:


Se você nunca leu nada da Sophie Kinsella, eu recomendaria que você começasse por esse livro!
Beijão!

16 comentários:

  1. Eu já tentei ler um livro da autora (os delírios de consumo de Becky Bloom) e infelizmente não deu muito certo. Mas confesso que tenho curiosidade em conferir outros livros da mesma. Sua resenha me chamou bastante atenção, apesar do começo ser bem parecido com o livro citado. Talvez eu realmente dê uma chance!

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Eu li Os Delírios de Consumo de Becky Bloom e eu te entendo, é um livro bom, mas não é nada extraordinário.
      Espero que leia esse, acho que o ritmo flui melhor!

      Beijão

      Excluir
  2. Oi, Mô.

    Adorei a proposta do livro. Acredito que por trás de toda conquista (um trabalho incrível, uma casa bonita, um blog de sucesso etc.) tem a luta diária que a pessoa teve que passar, que ninguém ou quase ninguém nem fica sabendo. No Instagram principalmente, vemos muito isso, esse julgamento e tal.
    Enfim, ainda não conhecia essa autora, mas vou procurar esse livro depois. Aliás, ótima resenha!

    P.S. Anotei os dias que você libera post e fico esperando hahaha <3

    Beijão
    cantinhodaescritaa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lí!
      Concordo com você! As vezes as pessoas só enxergam a conquista, mas não vê o que teve por trás!!
      Muuuito obrigada. É o segundo livro da autora que leio e gosto! <3.

      Hahah, que amooooor!! Obrigada, sua lindaaa <3.

      Beijão

      Excluir
  3. Oi, Mô!
    Eu acho a capa BR bem fofinha!
    Nunca li nada da Sophie; me sinto uma alien. Eu acho que teria dificuldade também com esse começo introdutório, mas depois que engatasse só parava quanto terminasse
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lu!
      Lindinha, né? Adoro tons pastéis!
      Hahha, não se sinta!! Eu li o meu primeiro faz pouco tempo também!!

      Beijão

      Excluir
  4. Tô doida pra ler esse livro, amei sua resenha :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Monyque!
      Obrigadaa, fico feliz que tenha gostado <3.

      Beijão

      Excluir
  5. Oi, Mônica. Eu quero muito ler esse livro da Sophie porque adoro ela e tenho certeza que irei me encantar com a história que ela criou, porque ela tem uma escrita maravilhosa. Eu acho legal esse tema que a autora vai tratar porque conheço uma pessoa também que posta fotos no instagram como se fossem dele, sendo que não é ele. Eu acho estranho mas entendo a vontade das pessoas de ficar mostrando que estão "bem". Espero gostar dessa obra :)
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Miriã!
      Eu também gosto bastante da escrita da Sophie, você lê e nem vê as páginas passando.
      Simm, eu também tento entender, mas é uma situação complicada.

      Beijão

      Excluir
  6. Oi Mô!
    Nunca li nada de Kinsella, nunca me chamou a atenção, mas, esse parece ser uma boa pedida. Talvez eu de uma chance.

    Beijoooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cecy!
      Fico feliz que tenha se interessado, espero que leia um dia :D.

      Beijão

      Excluir
  7. Oi, Mô!
    Eu te disse que a leitura ia melhorar hahaha <3
    Foi o primeiro livro da autora que eu li e fiquei apaixonada. Tanto pela trama quanto pela escrita.
    Acho que ela soube dosar tudo muito bem, né?
    Espero poder ler outros livros da autora!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mari!!
      E melhorou mesmoo, hahah.
      Concordo com você. Ela colocou tudo na medida certa e tudo para ir se articulando depois.
      Leia simm, eu li Os Delírios de Consumo de Becky Bloom, mas acabei gostando mais do filme.

      Beijão

      Excluir
  8. adoreeeeei o nome do blog hahaha
    Retribuindo a visita la no meu cantinho.
    Teu blog é lindo, o layout, os posts, a escrita, parabéns!

    Sobre o post: Nao conhecia esse livro mas depois do teu post fiquei super afim de ir atras e ler, parece ser muito bom.

    Beijos
    www.20-primaveras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Malu!
      Hahah, fico feliz que tenha gostadoooo <3. Muuito obrigada!!
      Esse livro não ficou tão famoso, mas é ótimo! Recomendado.

      Beijão

      Excluir

Olá! Deixe seu comentário. Eu vou adorar ler e respondê-lo. <3