Anita - Thales Guaracy | RESENHA

16.6.17

Foto: Leitora Cretina
Olá, leitores! Tudo bem?

Hoje eu vim resenhar o livro "Anita" escrito pelo Thales Guaracy. O livro foi enviado pela editora Grupo Editorial Record (muito obrigada! 💖).




Resultado de imagem para anita thales guaracyTítulo: Anita
Volume Único 
Autor(a): Thales Guaracy 
Ano: 2017 
Editora: Record
Número de Páginas: 224 páginas 
Nota:    
Adicione no Skoob
SINOPSE: Um romance sobre coragem, um romance sobre Anita Garibaldi. Neste romance repleto de beleza literária e cores realistas, tão chocante quanto maravilhoso, tão particular quanto universal, Thales Guaracy olha Anita pelos olhos de Giuseppe Garibaldi, a única pessoa que testemunhou por completo a vida da revolucionária. E assim desvenda e nos apresenta, com estilo único, pessoal e emocionante, a mulher que se atira sozinha sobre o exército inimigo; que corta os cabelos do marido por ciúme e o ameaça com um par de pistolas; que abandona os próprios filhos entre desconhecidos para atravessar um país conflagrado, escondida sob as cartas de um carro de correio, até uma cidade sitiada. E que aprendeu que “as causas perdidas são as mais certas”, tornando-se uma das mais extraordinárias personagens da história, considerada a “heroína de dois mundos”, precursora e símbolo do feminismo, representação de mulher forte e independente.

ENREDO:
O livro é como um reconto da história de amor e guerras de Anita Garibaldi e Giuseppe Garibaldi, ambos, que lutaram em guerras no Brasil, no Uruguai e na Itália. Anita, hoje, é um símbolo do feminismo e foi conhecida como "Heroína dos Dois Mundos".
"Assombrava-se com aquela guerreira com uma coragem que não vira em homem algum."

"Anita" conta como ela conheceu e se apaixonou por Giuseppe quando estavam no Brasil. Anita era uma mulher diferente do seu tempo, ela possuía uma grande ânsia em participar de batalhas e foi com Giuseppe que ela encontrou a realização de seus sonhos e o grande amor de sua vida.
Foto: Leitora Cretina
MINHA OPINIÃO:
O livro é narrado em terceira pessoa, com diálogos sem travessões. O intuito de Thales Guaracy foi mostrar como era a Anita pelos o de Giuseppe. Conhecemos boa parte do que eles passaram: como era a vida de Anita antes de Giuseppe, o primeiro encontro, a deixada de sua família para ir para a batalha, momentos de amor dos dois, momentos de tristeza, as batalhas, etc. Aquilo que é descrito no livro é aquilo que encontramos nos livros de história, entretanto, o autor tentou reconstruir diálogos, algumas situações internas e pensamentos de Giuseppe e Anita.
"Mentiroso, disse Anita, faceira; você leva embora todas as mulheres que encontra pelo caminho? Claro que não. Só as dispostas a morrer comigo em combate. Desta vez pode ser que você se surpreenda e eu sobreviva tempo o bastante. Espero sobreviver também, junto com você."

O livro é dividido em subcapítulos, ou seja, não há numerações de capítulos, apenas quebras nas páginas. É também dividida em 3 partes: a primeira quando estavam no Brasil, a segunda se passa no Uruguai e a terceira na Itália. 
Foto: Leitora Cretina
Eu sempre gostei de história e me interesso bastante pelo feminismo, então esse livro foi uma experiência e tanto para mim. Anita é uma personagem, como eu disse, diferente das outras mulheres da época e, para alguns, é considerada uma das primeiras mulheres feministas. Realmente, vemos muito disso no livro em questão: Anita tentando se desvincular de um relacionamento abusivo, tentando superar os padrões impostos, onde mulheres não eram bem vistas em determinadas áreas, inclusive batalhando em guerras.
"Agora sei de verdade por que és Manuel dos Cachorros, sentenciou Anita; posso ser tua mulher e tu podes fazer de mim o que quiseres, mas não sou de ninguém, nunca serei. A alma é livre; essa não se toma, é preciso conquistar." 

Apesar da intenção ter sido um livro voltado para a Anita, em alguns momentos isso parece se perder. Eu entendo que foi algo inevitável, porém o leitor passa um bom tempo acompanhando apenas momentos de Giuseppe em batalhas que Anita não está, mas mesmo assim, ela parece exercer uma força sobre ele e os acontecimentos.

Apesar de ser um livro curto, ele é tem uma carga bem densa, com poucos diálogos e muitas narrações de cenas. A narrativa não é aquela que te prende, mas os acontecimentos e os próprios personagens me intrigaram e me mantiveram no livro, provavelmente por se tratar de temas do meu interesse.

Eu coloquei muitos post-its no livro com várias citações e pretendo fazer um post apenas com essas citações, então, aguardem. 
Foto: Leitora Cretina
SOBRE A EDIÇÃO:
Eu amei essa capa, achei bem minimalista e com cores muito bonitas. A diagramação das páginas é boa e super espaçada, assim como a fonte é confortável. A cor das páginas são amareladas, o que eu adoro.
Foto: Leitora Cretina // Sem edição
Gostaram da resenha?
Beijão!

Você poderá gostar também:

10 comentários

  1. Oi! Fiquei super interessada no livro, também curto tudo o que envolve mulheres fortes e que lutam por objetivos grandes. Fora que sendo uma história real deixa tudo mais emocionante. Achei a proposta do autor maravilhosa. Beijos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Então esse livro é uma ótima recomendação para você!! <3

      Beijãooo

      Excluir
  2. Oieee Mo, tudo beleza?

    Realmente. Não posso negar que a diagramação é bem bonita e parece organizada. Mas já percebi que eu não iria curtir a Anita (talvez por ela ter abandonado as crianças - apesar de eu não ter lido todo o contexto), mas quem sabe conhecendo-a mais a fundo isso não mudaria? Porém, eu não me prenderia a narrativa: essa escrita densa. Acho que a minha praia são são mais as leituras rápidas e narrativas eletrizantes, sabe?

    Ps: Eu sempre preciso parabenizar suas resenhas. Sempre tao bem explicativas!

    Abraços, ♥
    Livros e Um Segundo Mundo /

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jé! Tudo sim e você?
      Ela é uma personagem que divide opiniões, até o momento eu fico na dúvida se gosto dela ou não. É claro que ela foi muito importante na história, mas as suas ações podem não me agradar tanto.
      Eu entendo você, demorei bastante para finalizar essa leitura e olha que tem poucas páginas.
      Muuuito obrigada, lindaaaa <3

      Beijão

      Excluir
  3. Amoo essa páginas haha quero ler esse livro, esses dias atrás eu queria saber mais sobre Anita. Tai, perfeito pra mim.
    Ótima resenha, gostei muito dos pontos que citou.
    Beijos ❤
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mel!!
      Perfeito mesmo! É um livro maravilhoso. Recomendadíssimo!!
      Obrigaaaada <3

      Beijão

      Excluir
  4. Oi Mô, tudo bem? Eu gosto muito da história da Anita com Giuseppe, é uma história de amor e de vida incrível! Eu ainda não li este livro, mas fico com a impressão que vou chorar não sei por que rsrsrrss

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mi!! Tudo sim e você?
      Eu não conhecia muito antes de ler o livro e curti demais!
      Hahah, eu também acho, viu?!

      Beijão

      Excluir
  5. ainda não li esse livro, mas está na lista de leitura. adorei sua resenha Mô, vejo falar muito bem da personagem nesse ponto do feminismo, ela era diferente das mulheres da sua época e isso causa um alvoroço imenso.
    dose-of-poetry.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carla!
      Exatamenteee! Eu não conhecia muita coisa sobre ela antes, mas adorei! Espero que leia o livro em breve <3

      Beijão

      Excluir

Olá! Deixe seu comentário. Eu vou adorar ler e respondê-lo. <3

Sobre Mim

Olá! Meu nome é Mônica, me chame de Mô (se preferir). Tenho 18 anos e sou uma pisciana do amor. Sempre tive interesse em fazer faculdade de Direito e hoje realizo esse sonho. ╔ Leia Mais

Curta a página no Facebook