Cocky Bastard | RESENHA

30.7.16

Foto: Leitora Cretina
Olá, leitores! Tudo bem?

A resenha de hoje é do livro "Cocky Bastard" da Vi Keeland e Penelope Ward. O livro ainda não foi publicado no Brasil.
Título: Cocky Bastard 
Título Original: Cocky Bastard 
Série/Trilogia/Duologia: Stuck-up Suit 
Volume: 01 
Autor: Vi Keeland e Penelope Ward 
Ano: 2015 
Editora: Everafter Romance // Ainda não publicado no Brasil 
Número de Páginas: 336 páginas 
NOTA:     
SINOPSE: "Ele era alguém que pertencia às minhas mais selvagens fantasias, e não a uma parada para descanso no meio de Nebraska. O sexy e arrogante australiano chamando Chance era a ultima pessoa que eu esperava encontrar durante a minha viagem ao redor do país. Quando meu carro quebrou, nós fizemos um acordo. E a próxima coisa que eu percebi é que nós estávamos viajando juntos, passando noites cheias de tensão sexual em hotéis de beira de estrada, e tendo desvios não planejados. Minha viagem comum se transformou na aventura de uma vida. E tudo foi repleto de diversão e jogos, ate que as coisas ficaram intensas. Eu o queria, mas Chance não estava correspondendo. Eu realmente acreditava que ele me queria também, mas algo estava segurando ele. Eu não deveria me apaixonar pelo bastardo arrogante, especialmente quando sabia que estaríamos seguindo caminhos diferentes em breve. Mas, todas as coisas boas devem chegar a um fim, certo? Exceto o nosso final, que eu definitivamente nunca poderia ter previsto."


Aubrey Bloom é uma garota que está viajando em seu carro. Toda a sua vida está espalhado no porta-malas. O motivo? Ela foi traída pelo ex-namorado e agora precisa de um recomeço. O lugar que está indo leva dias para chegar, então ela procura se distrair com várias coisas. No primeiro contato, vemos ela admirada vendo um homem dirigindo uma Harley.
"Olhei para meu iPhone e encontrei meia dúzia de novas mensagens de Harrison. Eu sorri internamente. Certamente ninguém chamado Harrison nunca montou em uma Harley."

Em uma parada para comprar comida, ela se vê brincando com um bonequinho do Barack Omaba, mas o brinquedo escapa de suas mãos, cai no chão e quebra, obrigando-a a pagar pelo estrago.

O homem da capa é Chance Bateman, ou como foi carinhosamente apelidado de Cocky Bastard. Ele vê Aubrey naquela situação e decide ajuda-la. Ele também está viajando para casa em sua moto, mas há muito mais para saber sobre ele do que Aubrey e o leitor imaginam.

Quando Chance tenta retornar para a estrada, percebe que a sua moto não está funcionando e Aubrey assiste tudo com muito divertimento. Entretanto, ela não sabia que o pneu do carro está furado. Chance oferece ajuda em troca de uma carona, já que ambos estão indo para lugares próximos.

Aos poucos, eles vão se conhecendo e contando um pouco de suas histórias, mas Aubrey sente que Chance esconde algo importante. Ele é extremamente sedutor, brincalhão e vive fazendo algumas insinuações para ela.

Em um trecho, Aubrey acaba quase atropelando uma cabra e notavelmente, o animal está com alguns problemas, então, eles decidem leva-lo para um veterinário. Depois de algumas explicações, a cabra viaja com eles. Essa é uma parte muito divertida do livro! Enquanto lia, eu estava esperando meu pai numa sala de espera com várias pessoas, eu não conseguia segurar a risada!
"Deixa ver se eu entendi" Chance disse com um tom cético. "Nós não batemos no bode, mas ele desmaia quando está com medo e é cego."

A viagem, as hospedagens, as refeições são feitas sob muita tensão sexual graças as insinuações de Chance, entretanto, algo impede que ele se aproxime dela do jeito que ambos desejam.
“- Mostre-me. Mostre-me como você nos vê quando você fantasia. Eu quero transformar seus sonhos em realidade.” Os olhos dele brilhavam, seus lábios se curvando com um sorriso perverso. “- Meus sonhos não tem o arco-íris e pássaros. Eles são, eu puxando seu cabelo enquanto f*** você naquela mesa. Você quer ser o meu sonho real e vivo, princesa?”

O livro é dividido em duas partes. A primeira conta essa viagem deles e como terminou. A segunda é dois anos depois dessa viagem. Na primeira parte, a narradora é Aubrey e na segunda, é o Chance. Enquanto a primeira é divertida, a segunda é empolgante e emocionante.

A segunda parte do livro é a mais intensa e a mais difícil de fluir porque é quando os problemas realmente ganham destaque.

Uma pena que ninguém ainda tenha publicado esse livro por aqui, porque é excelente. Mesmo se tratando de um New Adult, não há muito ato sexual propriamente dito.

Os personagens são divertidos e precisam enfrentar seus problemas, mas essa viagem acaba mudando tanto a vida deles que eles acabam amadurecendo graças um ao outro e a cabra.

Beijão!

Você poderá gostar também:

24 comentários

  1. Oi, Mônica!
    Eitcha que esse livro me ganhou quando vi que Chance é aussie <3 <3 <3
    Eu to gritando com essa cabra, gente! Tenho de ler esse livro pra ontem!
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      hahah, que amor!
      Essa cabra é demais, valeu a pena ler!

      Beijão

      Excluir
  2. Oiiii! Super me interessei, quero ler já haha adoro suas resenhas, sempre me deixam com vontade de ler.

    Gosto muito do New Adult apesar de não ter lido muito e continuo te indicando Peça Me O Que Quiser, te garanto que vai se apaixonar <3

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Fico feliz em saber, linda!
      Ainda vou reler ele, vai que eu mudo de opinião :D

      Beijão

      Excluir
  3. Oi Mônica,
    Adorei a resenha, e até me diverti lendo ela. Eu achei a aubrey uma fofa, mas chance me deixou intrigada. E adorei ter uma cabra na história, juro que se lê-se em qualquer lugar aquele trecho da cabra cega e desmaiando, eu iria rir muitoooo.

    P.S.:Já disse que adorei a resenha, e a capa!? :)

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Chance é tudo de bommm (apesar das cagadas, hahah).
      Não dá para imaginar essa cena sem rir! Hahha
      Obrigadaaaa.

      Beijão

      Excluir
  4. Oiii Monica

    Fico feliz de ver um livro sem tanta apelação sexual. Fala sério, às vezes tem livro que vem excessivamente "recheado" de cenas. Me chamou a atenção na resenha exatamente o fato de não ter tanto.
    É o tipo do livro que merecia ser lançado em outros idiomas, parece ser gostoso de ler, e apesar da parte mais dura, achei super interessante e levo anotado

    Beijokas

    Obrigada pela recomendação

    http://unbloglitteraire.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Eu imaginei que teria muitas cenas depois de ver a capa e a sinopse, mas gostei de não ter poucas.
      É muuito gostoso! Vale a pena.

      Beijão

      Excluir
  5. Oiiie! Caraca quero ler esse livro! Parece um pouco com Entre o Agora e o Sempre Amei a resenha!
    Beijos ❤
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Lembrei desse livro também!! Mas esse é um pouco menos "descompromissado" <3

      Beijão

      Excluir
  6. Olá Leitora Cretina!!!
    Mulher que livro mais perfeito esse e com um enredo que me fez querer que você até desce alguns spoilers para saber mais kkkkk
    Adorei como você contou a história do livro e como ela me deixou mais ansiosa para lê-la.
    O livro tem uma pegada muito boa e o que é esse homem falando??
    DEUS estou desejando poder ter uma máquina para trazer esses personagens a vida kkkk

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Hahah, leiaaaa! Você vai gostar muito.
      Somos duasss! Ia trazer tantos...

      Beijão

      Excluir
  7. Socorro! Quero esse livro para ontem! Que resenha deliciosa! Já pude sentir certas linhas e entrelinhas do livro e reparar o quanto nele cabem reflexões de autoconhecimento, confiança e intensidades. Fiquei louca para ler!

    www.semquases.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Exatamente isso! Vale muito a pena você ler :D

      Beijão

      Excluir
  8. É uma pena mesmo que ainda não tenha sido publicado no Brasil, porque eu preciso muito ler esse livro! Apesar de New Adult estar se tornando algo batido, eu ainda gosto bastante e me parece um pouco diferente daquela fórmula básica a la Abbi Glines de macho alfa possessivo. Acho que por se tratar de uma viagem, o tempo deles na estrada os torna mais próximos, e acompanhar isso deve ser lindo. Adorei a sua resenha! <3

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      É uma pena mesmo! Acho que toda a série das duas deveriam ser publicadas.
      Obrigada!! <3

      Beijão

      Excluir
  9. Oláa Mônicaa
    Não conhecia o livro porém gostaria MUITO de saber como os dois se viraram com a cabra, cega e que desmaia quando esta com medo kkkkkk Pena que ainda não tenha lançado aqui :/ Tu leu ele em inglês ou alguma alma bondosa traduziu ele pela internet ?
    Ps . Amei a dica de livro ♥
    Beijoo
    Estação 97

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      É muito hilário, vale a pena!!
      Tem traduzido na internet, graças a Deus, hahah

      Beijão

      Excluir
  10. Olá, tudo bem?
    Adorei a sinopse desse livro, tenho que pesquisar mais sobre ele.
    Estava rindo muito com a história do animal haha. Gostei muito.
    Abraços!
    umlivroabertoig.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Hahah, muito divertida, né?
      Que bom que gostou!!

      Abraços

      Excluir
  11. Cocky Bastard, eu escolhi te amar!
    Me apaixonei por essa série, fico triste por ainda não ter a oportunidade de ler o terceiro livro :(

    Beijão!
    Indica Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Tô louca para ler os outros livros que elas escreveram juntas <3

      Beijão

      Excluir
  12. Olá, amo seu blog e estou doida para ler esse livro, porém não consigo encontrá-lo. Você pode me passar o link, por favor?
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Fico feliz em saber que você gosta <3
      Me chama na direct do Instagram (@leitoracretina) :D

      Beijão

      Excluir

Olá! Deixe seu comentário. Eu vou adorar ler e respondê-lo. <3

Sobre Mim

Olá! Meu nome é Mônica, me chame de Mô (se preferir). Tenho 18 anos e sou uma pisciana do amor. Sempre tive interesse em fazer faculdade de Direito e hoje realizo esse sonho. ╔ Leia Mais

Curta a página no Facebook