RESENHA: Ninfomaníaca I e II

15.11.14


Olá leitores! 
A resenha de hoje é sobre dois filmes que eu estava há muito tempo querendo ver e nunca conseguia. Só para avisar vocês que ainda estou lendo Anjo Mecânico e em breve farei a resenha.


Ninfomaníaca – Volume 1Ninfomaníaca I conta a história de Joe, uma jovem que é encontrada largada e machucada em um beco por um senhor que a ajuda lhe dando um lugar para dormir. Depois de descançar, ela diz que é uma ninfomaníaca e começa a contar como tudo aconteceu, ou seja: os dois filmes são uma narrativa do que ocorreu com ela até chegar ao beco.
Para começar, o filme tem alguns minutos de tela preta que eu encarei para despertar a curiosidade e ansiedade de quem está assistindo, fazendo-o pensar em mil coisas sobre o que estava prestes a ver. 
Quem está em busca de filmes para se "excitar", eu não recomendo este. O filme, tanto o primeiro, quanto o segundo, traz analogias bem profundas, que as vezes é entediante. Por exemplo, ela separa os acontecimentos dela em capítulos e os nomes desses capítulos se dão à algum objeto que tem na casa do senhor que acolheu ela, então, antes ou depois de narrar o que aconteceu, ele faz comparações com a pesca, quadros, espelho, etc.

"Bastante machucada e largada em um beco, Joe (Charlotte Gainsbourg) é encontrada por um homem mais velho, Seligman (Stellan Skarsgard), que lhe oferece ajuda. Ele a leva para sua casa, onde possa descansar e se recuperar. Ao despertar, Joe começa a contar detalhes de sua vida para Seligman. Assumindo ser uma ninfomaníaca e que não é, de forma alguma, uma pessoa boa, ela narra algumas das aventuras sexuais que vivenciou para justificar o porquê de sua auto avaliação."



Ninfomaníaca – Volume 2Ninfomaníaca II é a continuação da história dela, ou seja, ela continua contando sobre ser uma ninfomaníaca e como sofreu com isso. A vida de Joe fica mais intensa e é cheia de decisões a serem feitas. O segundo filme tráz um pouco mais de drama que o primeiro. Novamente, as analogias para os casos dela continuaram, mas para mim, o pior foi o final, porque parece que quem escreveu o roteiro do filme estava sem ideias para terminar e simplesmente colocou aquele fato, onde em momento nenhum do filme eu achei que isso fosse acontecer. Apesar do final, o segundo filme é melhor. Se você viu o primeiro e não gostou tanto, garanto que a continuação mudará pelo menos um pouco a sua opinião.
Trata-se de uma história polemica e quebra tabus. Certamente, ou você ama ou odeia.


"Segunda parte das aventuras sexuais de Joe (Charlotte Gainsbourg), uma mulher de 50 anos que decide contar a um homem mais velho (Stellan Skarsgard) sua história pessoal."

Você poderá gostar também:

0 comentários

Olá! Deixe seu comentário. Eu vou adorar ler e respondê-lo. <3

Sobre Mim

Olá! Meu nome é Mônica, me chame de Mô (se preferir). Tenho 18 anos e sou uma pisciana do amor. Sempre tive interesse em fazer faculdade de Direito e hoje realizo esse sonho. ╔ Leia Mais

Curta a página no Facebook