navegar pelo menu
10.8.18

A Sutil Arte de Ligar o F*da-se - Mark Manson | RESENHA

Foto: Leitora Cretina
Olá, leitores! Tudo bem?

A resenha de hoje é do livro que está bombando: "A Sutil Arte de Ligar o F*da-se", do Mark Manson.

image
Resultado de imagem para A Sutil Arte de Ligar o F*oda-se
Título: A Sutil Arte de Ligar o F*da-se: Uma Estratégia Inusitada Para Uma Vida Melhor
Título Original: The Subtle Art of Not Giving a F*ck: A Counterintuitive Approach to Living a Good Life
Volume único
Autor (a): Mark Manson 
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 224
Ano: 2018
Gêneros: Literatura Estrangeira / Não-ficção
Nota:   
SINOPSE: Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço.
Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva - sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. É um pecado social se deixar abater quando as coisas não vão bem. Ninguém pode fracassar simplesmente, sem aprender nada com isso. Não dá mais. É insuportável. E é aí que entra a revolucionária e sutil arte de ligar o foda-se.
Mark Manson usa toda a sua sagacidade de escritor e seu olhar crítico para propor um novo caminho rumo a uma vida melhor, mais coerente com a realidade e consciente dos nossos limites. E ele faz isso da melhor maneira. Como um verdadeiro amigo, Mark se senta ao seu lado e diz, olhando nos seus olhos: você não é tão especial. Ele conta umas piadas aqui, dá uns exemplos inusitados ali, joga umas verdades na sua cara e pronto, você já se sente muito mais alerta e capaz de enfrentar esse mundo cão.
Para os céticos e os descrentes, mas também para os amantes do gênero, enfim uma abordagem franca e inteligente que vai ajudar você a descobrir o que é realmente importante na sua vida, e f*da-se o resto. Livre-se agora da felicidade maquiada e superficial e abrace esta arte verdadeiramente transformadora.
image

MINHA OPINIÃO:

"A Sutil Arte de Ligar o F*da-se" é o primeiro livro de autoajuda que eu finalizo, digo isso porque há um tempo atrás eu comecei a ler "Ansiedade" do Augusto Cury, sem pretensão nenhuma, apenas para conhecer o gênero e para ver se me dava um help naquele momento. Infelizmente, não cheguei a concluí-lo, mas quero dar uma chance a ele (não abandonei porque não estava gostando ou algo do tipo, apenas fui deixando ele de lado).

Fiquei animada para ler "A Sutil Arte de Ligar o F*da-se" porque além de ser um livro que tem muita gente falando bem, ele é curtinho e eu poderia ler em um dia, e foi o que aconteceu, porém, com muito esforço!

A impressão que eu tive é que haviam duas pessoas escrevendo o livro: uma escreveu até a metade e outra o restante; porque sinceramente, o começo do livro foi generalizado, eu não consegui me envolver. Já essa segunda parte é mais densa e começou a chamar a minha atenção... porém, eu já estava cansada demais. Eu imagino que seja complicado escrever autoajuda sem ser genérico demais, mas nesse livro senti que houve MUITO disso. O autor dá vários exemplos de situações, mas em poucas há a relativização delas (cada situação que as pessoas passam, por mais semelhantes que sejam, são diferentes umas das outras, mas o autor resolveu tratar como se fossem todas iguais).

A sensação que me deu era que o livro estava ali para fazer parte da "moda", estava ali para ser popular, com aquela linguagem de amigão, de falar palavrão, etc, e isso também me incomodou muito.
Foto: Leitora Cretina

Apesar de tudo, eu acabei aprendendo sim algumas coisas com o livro, principalmente a respeito da confiança e sobre selecionar as coisas e problemas com os quais devemos nos preocupar

Não há uma linguagem rebuscada, é bem tranquilo, como eu disse, ele usa uma linguagem de amigo. Além dos exemplos que ele dá, ele conta um pouco sobre alguns episódios de sua vida, o que, na minha opinião, eram os melhores momentos.

Recentemente, a Pam Gonçalves postou um vídeo falando sobre o livro e confesso que em boa parte, concordo com ela. Se quiserem assistir ao vídeo:

SOBRE A EDIÇÃO:

Li o livro em e-book, então não posso falar a respeito da diagramação das páginas. Eu curti bastante a capa do livro, bem simples, mas ao mesmo tempo chamativa pelo título e a cor predominante.
Resultado de imagem para A Sutil Arte de Ligar o F*oda-se28257707

Alguém já leu? O que acharam?
Beijão!

10 comentários:

  1. Olá, Mô.
    Estou bem animada para ler esse livro, mas agora desanimei um pouco. Eu tenho esse problema que se o livro não me prende de primeira eu já deixo ele de lado para voltar a ler depois, espero que isso não aconteça com ele. Amei a resenha, sempre impecável.

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria!!
      Nossa, eu também, eu geralmente me forço a terminar mesmo sendo um ritmo lento, mas nesse, foi realmente muito difícil concluí-lo.
      Obrigada, lindaaaa <3.

      Beijão

      Excluir
  2. Oi, Mô!
    Realmente, tem MUITA gente falando deste livro e esperava que ela fosse muito bom. Ainda não o li, confesso que tenho certo preconceito com esse tipo de livro, e preciso perdê-lo haha. Bem, eu entendo a dificuldade que deve ser escrever um livro assim, cada caso é um caso e o máximo que podem fazer é tentar dar um ajudinha. Ainda não tinha visto nenhuma resenha dele, mas agora vendo que você não curtiu, vou tentar procurar saber mais.

    Beijos
    Cantinho da Escrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lí!
      Hahah, eu também tinha esse preconceito, mas ai eu senti que precisava ler aquele do Augusto Cury (Ansiedade) e estava curtindo, então resolvi dar uma chance a outros do gênero.

      Beijão

      Excluir
  3. Oi, Mô!
    A única coisa que gostei desse livro foi do estande da Intrínseca na bienal que tinha um foda-se para você ligar hahahaha Eu não sou uma pessoa que lê muito esse gênero e confesso que não fiquei nem com vontade de ler. Depois da sua resenha então... Acho que já desisti mesmo!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mari!
      Hahahahha, que criatividade da editora!
      Eu não recomendo o livro, mas espero encontrar outros do gênero que me agradem.

      Beijão

      Excluir
  4. Começando a ler sua opinião eu lembrei do vídeo da Pam na hora .Iria até comentar mais logo vó que você já também assistiu .

    Eu ainda penso em ler esse livro mas confesso que agora não estou tâo animada como no começo do ano tá

    Beijos

    https://mundinhoquaseperfeito.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Babi!
      Quando eu vi o vídeo da Pam eu só pensava "é isso!", hahaha. Gostaria de ter assistido ele antes de ler o livro, hahah.

      Beijão

      Excluir
  5. Monica, eu sempre digo que tem que ser guerreiro pra ler livro de auto ajuda rrss... Eu gosto viu, já li varios, mas tem que ter paciencia e ate um pouco de saco, porque geralmente são formulas prontas de chegar ao nirvana sem muito esforço. E, a gente sabe que isso não existe ne ...
    Mas confesso que gostei desse livro, apesar de muita coisa ter achado engessada, quase formula matemática comparada à outros livros.
    Adorei suas impressões.

    Bjão
    Ana Paula
    Paixão por Leituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana Paula!
      Hahaha, verdade, né? Eu imagino que deve ser bem complicado escrever auto ajuda sem ser generalizado demais, e justamente por isso eu acho que eu não curto tanto a leitura.

      Beijão

      Excluir

Olá! Deixe seu comentário. Eu vou adorar ler e respondê-lo. <3

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial