A Rainha Vermelha - Victoria Aveyard | RESENHA

30 janeiro

Foto: Leitora Cretina
Olá, leitores! Tudo bem?


Depois de ter lido a série "A Seleção" fiquei mais curiosa para ler outras distopias, e uma que minha amiga da faculdade vivia me indicando era "A Rainha Vermelha". Muita gente chega a compara-la com a série "A Seleção".  

Leiam a resenha para saber maiores detalhes da história (sem spoilers, claro) e a minha opinião.



Resultado de imagem para a rainha vermelhaTítulo: A Rainha Vermelha
Título Original: Red Queen 

Série: A Rainha Vermelha 

Volume: 01

Autor: Victoria Aveyard

Ano: 2015 

Editora: Seguinte 

Número de Páginas: 422 páginas 

Nota: 
    
SINOPSE: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.

Resultado de imagem para a rainha vermelha cançao da rainha

ENREDO:
Em "A Rainha Vermelha" conhecemos um mundo onde as pessoas possuem dois tipos de cores de sangue: prateado e vermelho. Os de sangue prateado são pessoas, em sua maioria, que pertencem a altas classes da sociedade, incluindo a grande monarquia que governa. Todos eles possuem grandes poderes: alguns são capazes de se infiltrar na mente de outras pessoas, outros conseguem manipular elementos, etc.

Já os de sangue vermelho são as pessoas comuns, destinadas a viverem na pobreza e a servir na frente de uma guerra que já dura 100 anos, completamente rejeitados pelos prateados.
"Eu costumava imaginar os prateados como deuses intocáveis que nunca se sentiam ameaçados ou amedrontados."

Tudo gira em torno dos prateados, eles vivem uma vida luxuosa, com seus poderes que apenas eles possuem, sem preocupação com quase nada.

A personagem principal é Mare Barrow, uma garota de sangue vermelho que vive em um vilarejo pobre. Seu pai serviu na guerra e sofre problemas de saúde, sua irmã costura trajes para os prateados comprarem, seus três irmãos estão servindo na guerra e sua mãe deseja que Mare seja mais como sua irmã ao invés de fazer o que ela faz: roubar as pessoas. Mare saí pelo vilarejo em busca de pessoas distraídas para roubar dinheiro, algumas vezes comida, mantimentos, etc.
Foto: Leitora Cretina
Segundo as leis, as pessoas que completam 18 anos e não possuem emprego, devem servir na guerra, Mare está próxima da idade e já aceitou o seu caminho. As coisas mudam para valer quando seu melhor amigo acaba perdendo o emprego e muito em breve terá que ir para a batalha.

Enquanto isso, a família real prateada decide fazer a Prova Real para escolher as noivas dos seus príncipes, sendo um deles o futuro rei. Apenas os prateados podem participar. Mas não pense que essa Prova é como se fosse a mesma de "A Seleção", até porque esse nem é o grande foco do livro. Em "A Rainha Vermelha", as prateadas mostram seus poderes à nobreza e as melhores ficam com os príncipes.

Mare acaba conseguindo um emprego no palácio, porém, algumas coisas acontecem e ela acaba revelando um grande poder na frente de todos. Como é possível uma mera vermelha ter poder? 

Este é o grande foco do livro: a descoberta de que uma vermelha pode ser igualada a um prateado. Antes eles se sentiam especiais, como deuses, mas e agora? Além disso, a guerra que já dura um século continua. As desigualdades entre cores de sangue, a pobreza que muitos vivem, as mentiras poderão vir a tona e colocar Mare em perigo.
"- Este mundo é tão perigoso quanto belo - começa - Quem não é útil, quem comete erros, pode ser descartado. Você pode ser descartada."

Aos poucos, a parte de príncipes que a grande maioria dos leitores gostam (inclusive eu) é introduzida a história.
Foto: Leitora Cretina
MINHA OPINIÃO:
Não tem como eu não falar a respeito das semelhanças que muitos encontram em "A Seleção" e "A Rainha Vermelha". Bom, ambos são distopias, com monarquias e personagens decididas a mudar a situação de toda uma nação. Acredito que as semelhanças param aí.

Com uma narração em primeira pessoa, achei que a história flui de uma maneira fácil, sempre mostrando os medos da personagem. Mare é forte, mesmo quando ainda era considerada uma vermelha. Sempre disposta ajudar as pessoas, colocando em risco a própria vida. Ela acha que pode mudar o mundo num estalar de dedos e isso acabou me irritando um pouco, mas ela não é como a America (de "A Seleção")... que sabe que tem um poder nas mãos, vai lá e faz. Mare é muito mais na dela, se questionando em quem ela pode ou não confiar nesse mundo que ela sempre detestou, mas que agora é obrigada a fazer parte.

O cenário em que a história se passa é muito interessante. Assim como muitos, considero esse cenário uma mistura de X-Men e "Jogos Vorazes".

As cenas de luta são bem narradas, entretanto, algumas cenas se tornaram tão complexas que ficaram difíceis de visualizar, pelo menos para mim. Se você não ficar bem atento a leitura desde o começo do livro, os fatos podem se embaralhar na cabeça e você acaba se questionando o porque daquilo tudo estar acontecendo.
"Nos contos de fadas, a garota pobre sorri ao se tornar princesa. No momento, não sei se voltarei a sorrir algum dia."

É um livro com MUITAS revelações e reviravoltas. Eu não conseguia largar o livro! A Victoria conseguiu articular bem, fazendo com que sempre tenha algo acontecendo. As situações podem parecer clichês, mas o final pode surpreender e muito o leitor. 

Estou ansiosa para dar continuidade nessa história, porque no decorrer dela muitos outros pontos são abertos. 

Resultado de imagem para a rainha vermelhaResultado de imagem para a rainha vermelhaResultado de imagem para coroa cruelResultado de imagem para a rainha vermelha cançãoResultado de imagem para a rainha vermelha canção



E vocês? Também gostaram do livro? As continuações ficam ainda melhores?
Beijão!

Você poderá gostar também:

18 comentários

  1. Oi, Mônica!
    Eu li esse livro e achei bacaninha. Já não posso dizer a mesma coisa do segundo.. Quis matar a Mare de tão porre!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Nossa, que baddd, Lu. Muita gente não curtiu a continuação. Vou dar uma chance para ver!

      Beijão

      Excluir
  2. Oi Mônica!
    Vejo tantas opiniões diferentes a respeito dessa série que sinceramente, não sei se quero ou não ler. Eu amo essa pegada de distopia, reinos, ação, e levando em consideração sua resenha, fiquei maluquinha pra ler. Mas qdo vejo comentários do segundo livro, perco totalmente a empolgação.
    Vou esperar sua opinião a respeito da sequência e assim me decido.
    Beeijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bia!
      Exatamente. Vejo alguns comentários negativos sobre o segundo livro e espero que eu não me decepcione.
      Vou tentar ler ele em breve e depois te conto o que achei <3

      Beijão

      Excluir
  3. Oioi! Esse livro está na minha meta de.leitura desse ano.. eu acho a capa linda de morrer e foi o que me despertou para querer ler! Que bom que você gostou :)
    Beijinho
    eventualobradeficcao.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Essa capa é realmente maravilhosa. A versão física é ainda mais bonita! <3
      Espero que consiga ler :D

      Beijão

      Excluir
  4. Oi querida,
    Amei a resenha e estou louca para ler o livro ♥
    Não sei se compro o livro físico ou se leio em e-book. Pois estou com medo de me decepcionar e acabar abandonando a leitura.
    Amei as suas fotos... como sempre amo ♥

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, linda!
      Fico muito feliz em saber! Obrigadaaa <3
      Lê ele em e-book, Lice. Se curtir, tenta comprar o box :D
      Muuuito obrigada. Suas fotos é que são lindas!

      Beijão

      Excluir
  5. Ainda não decidi se vou ler esses livros. Na verdade tenho Espada de vidro aqui mas acabei lendo umas coisas que me desanimaram.
    Agora saiu o terceiro livro da série, né? Tipo, antes de Coroa cruel (que é os contos, eu acho) ou algo do tipo haha detesto quando lançam as coisas fora de ordem

    Duas Leitoras - no Top Comentarista de fevereiro você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Sérioo? Que chato! Vou dar uma chance pra continuação e depois te conto o que achei.
      Odeio isso também!! E o leitor fica perdidinho :(

      Beijão

      Excluir
  6. Adorei a resenha!! Esse é um dos meus livros favoritos!!! Estou ansiosa pelo lançamento de Kings Cage aqui no Brasil!

    www.umuniversoparalelo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Fico feliz que tenha gostado <3
      Acho que está saindo, né? Vi uma propaganda no Facebook. Espero que chegue logo :D

      Beijão

      Excluir
  7. Oi Mônica!
    Também vi a história como uma mistura de X-Men,Jogos Vorazes e principalmente A Seleção.Inclusive em alguns momentos achei que a autora meio que se perdeu no meio do caminho,mas no final ela conseguiu manter a pegada e deixar o leitor curioso pras continuações.
    Beijos!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Exatamente isso. O final conseguiu prender bastante e me deixou curiosa para a continuação... uma pena que muita gente não tenha gostado do segundo volume.

      Beijão

      Excluir
  8. Acho que não tem como ler A Rainha Vermelha e não ligar com alguma outra história já conhecida, como A Seleção. No início fiquei bem desanimada com essas semelhanças, me senti meio traída, sabe? Hahahaha Mas depois a história começou a esquentar, e teve aquele monte de reviravoltas e acabei amando <3
    Não me decepcionei com o segundo, faz um tempinho que eu li ele, mas como não guardo nenhum pensamento extremamente negativo da leitura, acho que foi bom, hahaha
    Talvez o final tenha me decepcionado, sim. Não porque foi ruim, mas porque o final do primeiro foi tão surpreendente que acho que estava esperando isso para o segundo também. Mas mesmo assim estou muito ansiosa para a Gaiola do Rei (é esse o nome, né?). Até compraria na pré-venda, mas to sem dim-dim, hahahah

    Beijos!
    vexplorandomundos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      hahah, sei bem como é. Sou apaixonada em "A Seleção" e ver essas semelhanças me deixava meio aborrecida.
      Vejo poucos comentários positivos quanto a continuação, mas mesmo assim quero ler para tirar minhas próprias conclusões! Fico feliz em saber que você gostou... me deu até um ânimo!
      A tradução no Brasil veio como "A Prisão do Rei". Dá vontade de comprar todos <3

      Beijão

      Excluir

Olá! Deixe seu comentário. Eu vou adorar ler e respondê-lo. <3

Sobre Mim

Olá! Meu nome é Mônica, me chame de Mô (se preferir). Tenho 18 anos e sou uma pisciana do amor. Sempre tive interesse em fazer faculdade de Direito e hoje realizo esse sonho. ╔ Leia Mais

Curta a página no Facebook