RESENHA: Ninfomaníaca I e II

15.11.14


Olá leitores! 
A resenha de hoje é sobre dois filmes que eu estava há muito tempo querendo ver e nunca conseguia. Só para avisar vocês que ainda estou lendo Anjo Mecânico e em breve farei a resenha.


Ninfomaníaca – Volume 1Ninfomaníaca I conta a história de Joe, uma jovem que é encontrada largada e machucada em um beco por um senhor que a ajuda lhe dando um lugar para dormir. Depois de descançar, ela diz que é uma ninfomaníaca e começa a contar como tudo aconteceu, ou seja: os dois filmes são uma narrativa do que ocorreu com ela até chegar ao beco.
Para começar, o filme tem alguns minutos de tela preta que eu encarei para despertar a curiosidade e ansiedade de quem está assistindo, fazendo-o pensar em mil coisas sobre o que estava prestes a ver. 
Quem está em busca de filmes para se "excitar", eu não recomendo este. O filme, tanto o primeiro, quanto o segundo, traz analogias bem profundas, que as vezes é entediante. Por exemplo, ela separa os acontecimentos dela em capítulos e os nomes desses capítulos se dão à algum objeto que tem na casa do senhor que acolheu ela, então, antes ou depois de narrar o que aconteceu, ele faz comparações com a pesca, quadros, espelho, etc.

"Bastante machucada e largada em um beco, Joe (Charlotte Gainsbourg) é encontrada por um homem mais velho, Seligman (Stellan Skarsgard), que lhe oferece ajuda. Ele a leva para sua casa, onde possa descansar e se recuperar. Ao despertar, Joe começa a contar detalhes de sua vida para Seligman. Assumindo ser uma ninfomaníaca e que não é, de forma alguma, uma pessoa boa, ela narra algumas das aventuras sexuais que vivenciou para justificar o porquê de sua auto avaliação."



Ninfomaníaca – Volume 2Ninfomaníaca II é a continuação da história dela, ou seja, ela continua contando sobre ser uma ninfomaníaca e como sofreu com isso. A vida de Joe fica mais intensa e é cheia de decisões a serem feitas. O segundo filme tráz um pouco mais de drama que o primeiro. Novamente, as analogias para os casos dela continuaram, mas para mim, o pior foi o final, porque parece que quem escreveu o roteiro do filme estava sem ideias para terminar e simplesmente colocou aquele fato, onde em momento nenhum do filme eu achei que isso fosse acontecer. Apesar do final, o segundo filme é melhor. Se você viu o primeiro e não gostou tanto, garanto que a continuação mudará pelo menos um pouco a sua opinião.
Trata-se de uma história polemica e quebra tabus. Certamente, ou você ama ou odeia.


"Segunda parte das aventuras sexuais de Joe (Charlotte Gainsbourg), uma mulher de 50 anos que decide contar a um homem mais velho (Stellan Skarsgard) sua história pessoal."

Você poderá gostar também

0 comentários

Olá! Deixe seu comentário. Eu vou adorar ler e respondê-lo. <3

Copyrights

O conteúdo encontrado aqui foi criado pelo Leitora Cretina. Caso contrário, sempre será dado os devidos créditos. Se você se interessou por alguma imagem, foto ou post de autoria do Leitora Cretina e quer compartilhar em outro lugar, por favor, coloque os créditos.
Layout: ThemeXpose
Header: Mônica

Curta a página no Facebook