navegar pelo menu
16.1.19

Foto: Leitora Cretina

Olá, leitores! Tudo bem?

Terminei ontem de ler o livro "A Viúva Silenciosa", escrito por Sidney Sheldon e Tlly Bagshawe. Foi o meu primeiro contato com a escrita de ambos autores. Venham conferir o que achei.

image
Resultado de imagem para a viuva silenciosaTítulo: A Viúva Silenciosa 
Título original: The Silent Widow
Volume único 
Autor (a): Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe 
Editora: Record
Número de Páginas: 448 
Ano: 2018 
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Suspense e Mistério
Nota:   
SINOPSE: A saga de uma mulher marcada em busca da própria sobrevivência é trama do novo romance de Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe. Charlotte Clancy, uma jovem au pair americana, desaparece sem deixar vestígios na Cidade do México. O caso acaba sendo arquivado, mas suas consequências são devastadoras. 
Uma década depois, um assassino perigoso está à solta nas ruas de Los Angeles. E já fez duas vítimas. Mas o único elo em comum entre elas é a psicóloga Nikki Roberts. Nikki ainda está muito abalada com a recente morte do marido. E sua vida sofre outra reviravolta quando uma de suas pacientes, Lisa Flannagan, e o rapaz que Nikki considerava como filho, Treyvon Raymond, são brutalmente assassinados. Mas, apenas quando sofre um atentado é que a psicóloga tem certeza de que ela é o verdadeiro alvo desse assassino impiedoso. 
Atormentada por um acontecimento do passado e vendo a polícia em um beco sem saída, Nikki contrata o detetive particular Derek Williams, um homem que não tem medo de sujar as mãos. Ele trabalhara no caso de Charlotte Clancy, mas agora, anos depois, encontra nas anotações de Nikki Roberts um nome que chama sua atenção, e essa nova investigação o conduz a um caminho perigoso de volta ao passado. Numa cidade corrupta, onde não se sabe quem é inimigo e quem é amigo, Nikki Roberts precisa correr contra o tempo para descobrir a verdade por trás desses crimes antes que ela seja a próxima vítima.
image

Foto: Leitora Cretina

ENREDO:

Dez anos antes, Charlotte Clancy, uma jovem au pair americana, desaparece na Cidade do México. 

Nos tempos atuais, o livro ronda em torno da psicóloga Nikki Roberts, uma mulher com um passado destruído e um presente repleto de consequências, mas, que ainda está em busca de respostas. As coisas começam a perder ainda mais as estribeiras, quando uma de suas pacientes e um jovem que era como um filho para ela são brutalmente assassinados.

Disposta a entender o que aconteceu, Nikki contrata o detetive Derek Williams, que também atuou no caso de Charlotte. 

"O humor negro é um mecanismo de defesa natural para quem está de luto. Gretchen podia não ser terapeuta, mas até ela sabia disso. Ainda assim, estava se tornando cada vez mais difícil, e até assustador, entender o que se passava na cabeça de Nikki."
Foto: Leitora Cretina

MINHA OPINIÃO:

Esse livro faz parte de uma coletânea de livros escrito em parceria entre Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe. Meu pai sempre elogiou muito um dos livros do Sheldon ("O Reverso da Medalha"), e assim que "A Viúva Silenciosa" apareceu nas "news" para parceiros do Grupo Editorial Record, corri para solicitá-lo.

O livro é dividido em duas partes: a primeira conta um pouco sobre Charlotte Clancy, a au pair, e sobre os assassinatos dos conhecidos de Nikki; a segunda inicia quando, diante da falta de respostas por parte da polícia, Nikki contrata o detetive particular.

"Este era o bordão dele: "Nós somos abençoados". E de fato eles haviam sido. Pelo menos era o que Nikki achava."

Não sei até que ponto o que encontrei é escrita de um ou do outro autor, não conheço suas características. Mas acabei gostando muito disso no livro, aliás, foi o real motivo que me prendeu nesta história. A escrita é muito envolvente, narrada em terceira pessoa, fornecendo ao leitor o ideal para que ele compreenda, mas não revelando os mistérios de cada personagem. Logicamente, esta forma de narração acaba afastando o leitor dos protagonistas, mas neste livro, esse não é o intuito dos autores. O leitor é capaz de se conectar mais com a doutora Nikki, já que ela é o centro de todo o mistério, mas nada muito profundo.

Foto: Leitora Cretina

Sobre o mistério em si, acho que os autores queriam fazer uma ligação muito longa entre uma coisa e outra, e acabou perdendo a conexão. Sabe quando as coisas ficam muito distantes e o autor quer ligar elas a todo custo? Foi essa a minha impressão. Os mistérios não foram surpreendentes (só um fato, isolado, pequeno, me fez pensar "não tinha pensado nisso"), pouco mais da metade do livro o leitor já começa a ligar os pontos. Gostaria e esperava que houvessem mais reviravoltas na história.

"Você tem que gastar dinheiro para fazer dinheiro, meu bem" era um dos bordões preferidos de Lorraine, junto com "não existe segunda chance para causar uma boa primeira impressão".

A trajetória que o leitor passa lendo esse livro vale a pena, mas o mistério em si talvez não seja do agrado de todos.

SOBRE A EDIÇÃO:

Achei a capa do livro bem condizente com a história, trazendo um ar de mistério; mais bonita que a versão original. Por dentro, as páginas são amareladas, com uma fonte confortável.
Resultado de imagem para a viuva silenciosaResultado de imagem para The Silent Widow

Ainda não desistirei de Sidney Sheldon.
Beijão!
14.1.19

Foto: Leitora Cretina


Olá, leitores! Tudo bem?

Olhando na minha aba de rascunhos, encontrei a resenha desse livro. Li ele há um bom tempo, mas acabei esquecendo de publicar a resenha. Acreditam?

A resenha de hoje é do livro "Social Killers: Amigos Virtuais, Assassinos Reais" dos autores RJ Parker e JJ Slate. Ele é mais um livro incrível da editora DarkSide Books.


image
Resultado de imagem para social killers rj parker
Título: Social Killers: Amigos Virtuais, Assassinos Reais
Título original: Social Media Monsters: Internet Killers
Volume único 
Autor (a): RJ Parker e JJ Slate
Editora: DarkSide Books
Número de Páginas: 272
Ano: 2015
Gênero: Literatura Estrangeira / Não-ficção
Nota:    
SINOPSE: Social Killers - Amigos Virtuais, Assassinos Reais é um livro assustadoramente verdadeiro. Seus autores, J. J. Slate e R. J. Parker, reúnem alguns dos casos mais angustiantes de criminosos que usaram as redes sociais para se aproximar de suas vítimas. Torturadores, stalkers, predadores sexuais, canibais, assassinos. A lista, infelizmente, não é pequena. E novas solicitações de amizade continuam chegando a cada dia.
Parker e Slate deixam claro que esse não é um fenômeno novo. Muito antes da internet, criminosos usavam classificados de jornal para descobrir e atrair suas presas. Mas o anonimato da web permite que cada vez mais lobos usem roupas de cordeiro nas suas fotos de perfil.
Mas existe luz no fim do túnel. Analisando mais de trinta casos famosos, os autores demonstram como as forças da lei estão usando, com sucesso, as novas ferramentas de comunicação para investigar e prender foras da lei e desmantelar quadrilhas. E ainda ensinam dicas de segurança. Social Killers – Amigos Virtuais, Assassinos Reais é um alerta para todos nós, que passamos tanto tempo conectados.
image


SOBRE O LIVRO:

O livro não tem uma história com linearidade. Para falar a verdade, não há história. Os autores reuniram alguns casos de "Social Killers" (stalkers, predadores sexuais, assassinos, canibais, torturadores) e narraram com as suas palavras. Em cada capítulo conhecemos um caso de pessoas que conheceram outras pela internet e quando foram se ver cara a cara (ou antes mesmo disso), algo terrível aconteceu.

MINHA OPINIÃO:

É um livro relativamente curto, o que eu achava que seria uma leitura rápida de algumas horas, entretanto, o livro fica tão cansativo que você precisa fazer pausas. Pensa comigo, não há uma continuidade nos fatos, são relatos, que, apesar de alguns serem bem interessantes, não faz com que você queira ler sem parar.

"Social Killers" é um livro interessante para quem gosta do gênero. Além de explicar o caso em si, quando disponível, os autores narram a vida pessoal dos envolvidos (infância, possíveis motivações, etc) e a sentença.

A escrita dos autores é bem direta, é uma linguagem simples para todos entenderem, descomplicada, sem demonstrar grandes opiniões, apenas narrando sobre os casos.

No final do livro, os autores falam sobre como não cair nessa armadilha dos usuários da internet e como esse meio de comunicação pode ajudar na resolução de crimes. Acredito que a grande função do livro seja realmente alertar sobre o uso da internet.

O livro não é indicado para menores de 18 anos e pessoas sensíveis.

Alguns casos que chamaram a minha atenção:
➸ Armin Meiwes - "João e Maria, Franky e um pouco de Star Trek"
➸ Edward Frank Manuel: "O assassino do bate papo suicida"
➸ Lisa M. Montgomery - "Fixação por gravidez"

SOBRE A EDIÇÃO:


Li o livro em e-book, então não posso falar sobre a diagramação das páginas. Mas gostei bastante dessa versão. A capa é bonita e traduz bem a mensagem do livro.

Foto: Leitora Cretina
Beijão!
11.1.19

Foto: Leitora Cretina

Olá, leitores! Tudo bem?

Hoje vim responder a booktag THANK U, NEXT, criada pelo canal Pronome Interrogativo, inspirada na letra da música com este nome, da Ariana Grande, cujo clipe foi lançado recentemente!

▪️ But he wasn’t a match - Um livro que você jurou que ia amar quando soube da existência, mas acabou não sendo tudo isso 
"Princesa de Papel" da Erin Watt. Esse é o pseudônimo da Elle Kennedy (autora de Amores Improváveis), como eu amo essa série já achei que "Princesa de Papel" ia destruir meu coração, mas não foi bem assim.
Princesa de Papel

▪️ One taught me love, one taught me patience and one taught me pain - Um livro que foi um misto de sentimentos
"Proibido" da Tabitha Suzuma. O tema abordado é muito polêmico e a autora coloca os personagens em situações conflituosas. Só lendo pra sentir.
Proibido

 ▪️ Thank u, next - Aquele livro que você só queria terminar 
No momento é "International Guy" da Audrey Carlan. Pode ser que essa opinião mude, mas no momento, eu só quero terminar ele!
International Guy: Paris, Nova York, Copenhague

▪️ I’m so f*cking grateful for my ex - Um livro que te introduziu no mundo das leituras 
Além dos gibis da Turma da Mônica, foi o livro "Fallen" da Lauren Kate.
Fallen

▪️ She taught me love, she taught me patience, how she handles pain - Uma personagem que te ensinou muito 
Sabrina de "A Conquista". Me identifiquei muito com ela. As decisões que ela toma, apesar de dolorosas, me tocaram muito. É uma protagonista que sofreu e lutou bastante para alcançar seus objetivos.
A Conquista

▪️ Say I’ve loved and I’ve lost - Um livro que você emprestou e nunca mais te devolveram
Nenhum, hahah.

Fiquem a vontade para responder a booktag!
Beijão!
9.1.19


Olá, leitores! Tudo bem?

Assim que terminei de ver Friends, fiquei desolada, com o sentimento de "o que vou assistir agora?", porque como eu já disse nesse post aqui, Friends era uma série que eu amava ver sem compromisso, deitava, assistia e me divertia horrores (estou na vibe de séries assim, sem grandes dramas), e com o término dessa série maravilhosa, resolvi ir atrás de outra no mesmo estilo, ou parecida. Foi aí que, pesquisando na internet (e no blog Lumusiando da linda Maria Eduarda) eu conheci a série Brooklyn Nine-Nine.

Venham conhecer!

Resultado de imagem para Brooklyn Nine-Nine season 1 episode

A série se passa na delegacia de polícia do Brooklyn e conta com alguns personagens principais: Peralta, um detetive que adora o que faz, bem humorado, e está em uma disputa com Santiago, outra detetive, extremamente determinada e organizada. Temos também Rosa, super mal humorada; Charles é aquele que entende tudo de gastronomia; Gina cuida da parte administrativa da delegacia, e é a bem moderna; Hitchcock e Scully são preguisos; Terry é o ligadão na academia. Todos eles estão sob o comando do Capitão Raymond Holt.

- PERSONAGENS INCRÍVEIS
Eu amo as personalidades dos protagonistas, bem definidas, super características, perfeitas pra cada ator, você se diverte com todos! Alguns acabam aparecendo mais que os outros, acredito que o intuito da série não seja que todos ganhem destaque. Peralta é o que fica em evidência, porém, os demais sempre têm papéis importantes e decisivos nos episódios.

- SEM DRAMAS E MUITA COMÉDIA
Pra quem também está nessa vibe de fugir de dramas, assim como eu, essa série é maravilhosa. A série não exige nada de quem assiste, ela garante boas risadas. 

Assista essa série sem compromisso, veja um episódio ali, outro aqui, quando estiver jantando, quando estiver fazendo a unha, etc. Você vai se divertir!

Cada episódio tem um trama central e apenas os detalhes ligam um episódio no outro.

Resultado de imagem para Brooklyn Nine-Nine season 1 episode

- EPISÓDIOS CURTOS
Os episódios têm em média 22 minutos, é outra série que você assiste e nem vê o tempo passar.

- REFERÊNCIAS DA ATUALIDADE
A série tem 5 temporadas atualmente (a 6ª está em produção). A primeira temporada foi lançada em 2013, e é cheia de referências bacanas de filmes e outras séries.

Resultado de imagem para Brooklyn Nine-Nine season 1 episode

Alguém aí já assistiu?
Beijão!
7.1.19

Foto: Leitora Cretina

Olá, leitores! Tudo bem?

Já voltei das minhas mini férias longe do computador! Agora o cronograma de posts aqui no blog retornam ao normal (toda segunda, quarta e sexta).

Esse ano meu ritmo de leitura caiu bastante (em 2017 li 68 livros), espero que melhore em 2019! E vocês? Leram quanto esse ano?

Confiram aqui quais foram esses livros que li:

Ninguém Vira Adulto de VerdadeRafaniDangeRock 2: MalcomO Conto da AiaO que estou lendoResultado de imagem para adorável cretino camila ferreiraResultado de imagem para feminismo em comum marcia tiburiHistória é Tudo Que Me DeixouResultado de imagem para o pior dos crimes rogerio pagnanResultado de imagem para uma estranha em casaResultado de imagem para big rock lauren blakelyEstilhaça-meLiberta-meIncendeia-meO que estou lendoLady Lauren (Série Single Ladies Livro 1) por [Ventura, A.J]Meu quase irmãoMais Que AmigosA Sutil Arte de Ligar o F*da-seTarde DemaisImbatívelNo Ritmo do AmorNoctePrincesa de PapelO que estou lendoO PoderResultado de imagem para sob os pés, meu corpo inteiro

Tem resenhas e postagens referentes a todos os livros citados aqui no blog!

Beijão!